Trecho de entrevista com a Profª Myrian Krasilchik, coordenadora do projeto

Trecho da página 351 onde está contida a entrevista realizada para o livro USP 70 anos, com a Profª Myrian Krasilchik em 30 de 03 de 2004, onde versa sobre a coleção “Os Cientistas” que naquele período foi coordenadora do projeto:

CHC Agora o país não desempenha mais esse papel?

KRASILCHIK  Acho que não. No Ibece dirigi o Centro de Treinamento de professores, o Cecisp. Quando o Dr. Isaias Raw foi aposentado pelo AI-5, continuei trabalhando lá, e nós conseguimos fazer uma série de kits de experimentos científicos. Tratou-se de uma das experiências mais importantes no mundo inteiro, com a produção dos kits “Os Cientistas”. Eu coordenei o projeto.

CHC Saiu em conjunto com a Editora Abril?

KRASILCHIK A Abril comercializou e preparou parte do material impresso.

CHC Muita gente utilizou os kits e gostou.

myriamKRASILCHIK Nós elaboramos cinqüenta kits em dois anos. Tínhamos, inclusive, um objetivo político. Estávamos em época de plena ditadura e a nossa intenção era mostrar o significado libertário da ciência e reiterar que a liberdade é preciosa. Os cientistas tratados na coleção conseguiram chegar aonde chegaram porque pensaram de maneira diferente daquela aceita tradicionalmente. Então, por que não poderíamos fazer o mesmo? E um direito nosso poder pensar livremente. Mas, muita gente não entendia. Discutimos, em várias ocasiões, com os jornalistas que não compreendiam a nossa agenda subterrânea. No kit, apresentamos a biografia do cientista estudado, junto com as experiências relacionadas com o seu trabalho, além de fornecer as respostas às questões formuladas. Foi uma experiência importantíssima de ensino à distância.

CHC O grupo se inspirou em algum experiência anterior para fazer esses kits?

KRASILCHIK Não. Foi absolutamente original. Eu escrevi algumas idéias sobre o assunto e colocamos em execução.

CHC Interessante porque muitos imaginaram que fosse adaptação de algum projeto do exterior.

KRASILCHIK Sobre esse tema, tenho um depoimentos interessante a fazer. Outro dia participei de uma banca na Escola Paulista de Medicina. O candidato fez um CD-ROM para análise de diagnóstico de câncer de próstata. Escolheram-me para a banca para analisar o CD do ponto de vista educacional. Com surpresa ouvi o candidato dizer: “Eu queria agradecer, porque devo à senhora a iniciação de minha carreira científica. Meu pai trabalhava como engenheiro no Amazonas. Ele me comprava os kits “Os Cientistas” e eu realizava as experiências. Dessa maneira comecei a me interessar por ciência”.

 

Referencial:

MOTOYAMA, Shozo. USP 70 anos: Imagens de uma História Vivida. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: