Bragg – crescimento de cristais

 

Capa_Bragg

Caixa contendo experiências sobre o crescimento de cristais

William Lawrence Bragg, Sir (1890 – 1971)

Físico e bioquímico australiano de Adelaide, filho do físico inglês William Henry Bragg, cujos estudos em conjunto sobre a difração dos raios X nos corpos cristalinos permitiram elucidar uma série de propriedades e determinar a estrutura de numerosos cristais e, também juntos, aperfeiçoaram um modelo de espectrógrafo utilizado até hoje. Iniciou seus estudos no Saint Peter’s College, em Adelaide, e ainda era estudante quando formulou sua teoria, baseada em trabalho do físico alemão Max von Laue, sobre a reflexão dos raios X por átomos do cristal. Mudou-se para a Inglaterra (1908) e foi estudar no Trinity College, onde formulou uma das leis fundamentais da Física: A lei de Bragg (1912). Nomeado professor de ciências naturais naquele colégio (1914), e foi premiado com o Nobel de Física (1915), quando estava incorporado ao exército britânico, lutando no continente durante a Primeira Guerra Mundial, servindo como conselheiro técnico do exército inglês na França, onde calculava a distância da artilharia inimiga pela propagação do som. Dividiu esse Prêmio Nobel de Física com seu pai, pelos estudos conjuntos na análise de estruturas cristalinas por meio dos raios-X. Após a Guerra voltou para lecionar em Cambridge e, depois, em Manchester, na Universidade de Victoria, em substituição a Rutherford como catedrático de física (1919-1937), quando foi eleito membro da Sociedade Real (1921). Dirigiu o National Physical Laboratory, Teddington (1937-1938) retornando, depois, a Cambridge onde foi Cavendish Professor de física experimental (1938-1954). Passando a a pesquisar em bioquímica (1954), descobriu estruturas moleculares complexas e suas formulações. Foi diretor da Royal Institution (1954-1966). No ano de sua aposentadoria (1965), sua equipe tornou-se a pioneira na formulação da molécula de uma enzima. Nomeado Cavaleiro (1941) tornou-se Companion of Honour (1967). Além dos muitas honrarias, medalhas e prêmio científicos, publicou Structure of Silicates (1930), The Crystalline State (1934), Electricity (1936) e Atomic Structure of Minerals (1937) e morreu em Ipswich, Suffolk. Com seu pai publicou X Rays and Crystal Structure (1915).

Fonte: http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/WilliLaw.html

Fotos do kit gentilmente cedidas pelo Profº Newton C Frateschi da do Departamento de Física da Unicamp


5 Respostas to “Bragg – crescimento de cristais”

  1. E foi assim, em 1973, que uma caixa dessas, contendo acido sulfurico, foi vendida a uma criança de 12 anos. Eu, com 9, ao manipular o conteudo, deixei cair acido em meus olhos. Sou cego do olho direito ate hoje, aos 45, apos passar por inumeras cirurgias e sofrimentos. Mas a vida é muito engraçada e acabei me formando em biologia e hoje sou pesquisador na mesma instituição do “grande Prof. Raw” que teve a brilhante ideia ? de vender caixas contendo acido sulfurico a criancinhas…

    • Caro Rogério, levei sete anos para aprovar sua mensagem. Confesso que fiquei muito impressionado com o resultado contraproducente no seu caso e imagino que outros similares devem ter ocorrido. Você deve ter sofrido ao verificar a enaltação à coleção, mas perceba pelos depoimentos dos demais, que estamos todos cientes dos perigos que os produtos químicos, bem como os cortantes poderiam trazer às crianças da época. Tanto que em uma nova coleção todos estaríamos em comum acordo que ela não deveria ter experiências químicas e que em seu lugar poderiam conter experimentos matemáticos e de astronomia entre outras experiências nada perigosas. Fico imaginando seu sofrimento, principalmente quando você afirma que estava trabalhando com o Prof. Isaias Raw.

  2. Tive parte desta coleção perdir, todas em uma enchente, no entanto como faço para resgatar algumas, principalmente a de Crescimenrto de Cristais

  3. Agradeceria se alguem pudesse me enviar uma cópia do livreto de experiências deste KIT (Bragg)

  4. Eu tambem adoraria ter uma cópia deste manual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: