Davy – corrosão

 

Capa_Davy

Caixa que continha experiências sobre corrosão

Humphry Davy, Sir (1778 – 1829)

Professor e químico inglês pioneiro da eletroquímica, nascido em Paenzance, na Cornualha, um dos mais famosos químicos do século XIX, conhecido por sua grande habilidade na pesquisa, unida à profunda intuição e ao rigor metodológico. Filho de um humilde carpinteiro, mostrou desde pequeno sua inclinação pela observação da natureza e pela experimentação. Iniciou-se profissionalmente trabalhando como aprendiz junto a um hábil cirurgião-farmacêutico local, atividade que alternava com excursões campestres onde recolhia minerais, caçava, pescava e observava as variadas manifestações da natureza e passando a se interessar pela química. O desenvolvimento da amizade com Davies Giddy, que viria ser presidente da Royal Society, favoreceu-lhe sua formação autodidata, pois seu amigo pôs sua biblioteca particular e seu bem montado laboratório de química à sua disposição (1797). Com vinte anos de idade (1798) foi nomeado assistente de química da Clifton Pneumatic Institution, de Bristol, instituição que tinha a finalidade de tratar de doenças, principalmente a tuberculose, com o uso de gases. Três anos depois transferiu-se para a Royal Instuition of Great Britain, de Londres, para dar continuidade a suas pesquisas (1801), onde descobriu as propriedades anestésicas do óxido nitroso, o gás hilariante (1802). No ano seguinte foi promovido a professor de química na Royal Institution em Londres (1803-1812). Ali aprofundou seus estudos em eletrólise ou a decomposição de um composto pela passagem de uma corrente elétrica em solução aquosa de diversos sais. Através do processo de eletrólise descoberto por Carlisle e Nicholson, decompôs a soda e a potassa (1806-1807), a que até então eram consideradas elementos, descobrindo dois importantes metais: o sódio e o potássio. Nos anos seguintes (1808-1810) isolou o bário, o boro, o cálcio, o estrôncio e o magnésio. Especializando-se em eletroquímica, após aperfeiçoar a invenção de Volta e conseguiu produzir o primeiro arco elétrico (1815), inventando a lâmpada de segurança para mineiros, a chamada lâmpada de Davy, usada até hoje, uma invenção fundamental para proteção dos operários das explosões provocadas pelo metano em mistura com o ar atmosférico. Já com grande prestígio internacional, ganhou o prêmio Napoleão, do Instituto de França (1815), embora neste mesmo ano França e Inglaterra estivessem em guerra. Agraciado com o título de barão (1818) e nomeado presidente da Royal Society (1820). Foi para a Itália para pesquisar atividades vulcânicas e, por motivos de saúde, deixou a presidência da Sociedade Real (1827), mudando-se definitivamente para Roma, falecendo dois anos após, em Genebra, na Suíça.

Fonte: http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/HumpDavi.html

Contribuição das fotos do kit do Profº Newton C Frateschi da Unicamp

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: