Lavoisier – conservaçao da matéria

Capa_Completa

Caixa que continha experiências sobre a conservação da matéria

 

Antoine Laviosier  (1743 – 1794) foi um químico francês que provou que a combustão necessita apenas de um dos constituintes do ar, que designou por oxigénio, destruindo deste modo a teoria do flogisto (um «elemento de fogo» imaginário libertado durante a combustão).

Com o astrónomo e matemático Pierre Laplace, em 1783, Lavoisier mostrou que a água é um composto de oxigénio e hidrogénio, estabelecendo deste modo as regras básicas das combinações químicas.

Lavoisier estabeleceu que os compostos orgânicos contêm carbono, hidrogénio e oxigénio. A partir de medidas quantitativas das alterações durante a respiração, mostrou que o dióxido de carbono e a água fazem parte dos produtos da respiração.

Lavoisier nasceu em Paris, tendo estudado no Collège Mazarin.

Trabalhou como cobrador de impostos e foi director da Academia de Ciências em 1785.

Dois anos mais tarde, foi membro da assembleia provincial de Orléans.

Durante a  revolução francesa, o líder de esquerda Jean-Paul Marat, cuja admissão na Academia de Ciências tinha sido bloqueada por Lavoisier, acusou-o de aprisionar Paris e de impedir a circulação de ar, devido à muralha que construiu à volta desta cidade em 1787. Lavoisier abandonou a sua casa e o seu laboratório, pondo-se em fuga em 1792, no entanto mais tarde foi preso, julgado e condenado à guilhotina.

Quando o químico inglês Joseph Priestley produziu o «ar desflogisticado», Lavoisier, que já nessa altura se encontrava a estudar a combustão, foi capaz de compreender a verdadeira explicação. Continuou os seus estudos, realizando combustões de diversos compostos orgânicos no seio do oxigénio, tendo determinado as suas composições através de pesagens do dióxido de carbono e da água produzidos, naquelas que se tornaram as primeiras experiências em análise quantitativa orgânica.

Demonstrou também, através das pesagens, que a matéria se conserva durante a fermentação, como nas reacções químicas mais convencionais.  

No Traité Élémentaire de Chimie (1789), Lavoisier fez uma listagem de todos os elementos químicos conhecidos na altura.

Fonte: http://www.explicatorium.com/Antoine-Lavoisier.php

Contribuição das fotos do kit de Márcio Luisi 


3 Respostas to “Lavoisier – conservaçao da matéria”

  1. Gostei muito…Mas como faço pra comprar?

  2. Gostei muito desse texto
    era o que eu precisava
    obrigada

  3. Lavoisier foi outro cientista exemplar, vamos dizer assim, porém particularmente, não gosto muito de estender-me em meio a teorias atomicas, mas, mesmo assim, adimiro muito a teeoria da conservação das massas, pois isso justifica o fato de elementos como a água não desaparecer, além de outras diversas situações ocorrentes em meio científico e cotidiano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: