Liebig – substâncias que costituem os alimentos ou o solo e os compostos orgânicos

Caixa que continha experiências sobre as substâncias que costituem os alimentos ou o solo e os compostos orgânicos

Justus [Freiherr] von Liebig, barão (1803 – 1873)

Professor e químico alemão, nascido em Darmstadt, Hesse-Darmstadt, Alemanha, considerada a maior autoridade em química de sua época, de notáveis contribuições à sistematização da química orgânica e conhecido pelo pioneirismo na aplicação dessa ciência à biologia, a bioquímica, e à agricultura. Filho de um laboratorista de produtos medicinais e de materiais para pinturas, de grande importância para a química orgânica e pioneiro no ensino científico em laboratórios, influenciado pelo meio, estudou química nas universidades de Bonn e, depois, Erlangen, ali obtendo o doutorado (1822). Procurando melhorar seus conhecimentos foi a Paris estudar com Gay-Lussac, Thénard e Dulong, por indicação de Humboldt, obtendo o pós-doutorado em Paris (1824). Após apresentar à Academia de Ciências da França um trabalho sobre ácido fulmínico (1824), ganhou um laboratório e um cargo acadêmico na Universidade de Giessen. Ali fundou um laboratório de ensino para jovens químicos e permaneceu por 28 anos, até se mudar para Munique (1852) quando abandonou o trabalho em laboratório. Criou a primeira escola de formação de químicos (1825), ministrando regularmente aulas práticas na Universidade de Giessen, na Alemanha. O centro, que logo adquiriu fama em toda a Europa, estabeleceu o padrão de ensino responsável pelo grande desenvolvimento da química na Alemanha no final do século XIX. Concluiu que as plantas se alimentavam de compostos inorgânicos extraídos do solo (1830), o que revolucionou a agricultura, e que estes compostos são repassados aos animais quando estes alimentavam-se das plantas. Com o americano Samuel Guthrie, trabalhando separadamente, descobriram o clorofórmio (1831). Publicou Annalen der Pharmazie (1832), mais tarde denominada Annalen der Chemie. Descobriu os aldeídos (1835), interessou-se pela química das plantas e animais (1838) e criou o processo de fabricação de um fertilizante artificial (1840). Ganhou o título de Barão (1845). Professor brilhante, hábil pesquisador e autor prolífico, escreveu mais de trezentos artigos científicos, principalmente sobre química orgânica, um livro sobre química orgânica, sua principal especialidade, e uma enciclopédia química e fundou dois jornais científicos. Pesquisou processos de obtenção de extratos de alimentos em especial para crianças, aperfeiçoou métodos para produção de compostos de potássio e de ferro. Com Friedrich Wöhler pesquisou compostos benzólicos e ácido úrico e mostrou que compostos orgânicos e minerais podem ser de elementos iguais e propôs o conceito de radical, hoje básico em química orgânica e morreu em Munique, Bavária germânica.

Fonte: http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/JustusLi.html

Contribuição das fotos do kit de Newton C. Frateschi


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: