Willstatter – a clorofila

Capa_Willstatter Caixa contendo experiências sobre a clorofila

Richard Martin Willstätter (1872 – 1942)

Químico alemão nascido em Karlsruhe, Baden, Prêmio Nobel de Química (1915) pelas pesquisas pioneiras sobre os pigmentos vegetais, especialmente a clorofila. De origem judia, foi educado em sua cidade e depois entrou para a Escola Técnica de Nuremberg. Aos 18 anos entrou para a Universidade de Munique onde estudou ciências e entrou para o Departamento de Química, estudando com o grande professor Adolf von Baeyer. Ainda na Universidade de Munique, onde obteve seu doutorado (1894) por seu trabalho sobre a estrutura da cocaína e foi professor assistente de química orgânica (1902-1905) de Adolf von Baeyer, pesquisando a estrutura dos alcalóides e sintetizando vários deles. Transferiu-se como professor para a Universidade de Zurique (1905), onde começou a trabalhar sobre a clorofila e descobriu a sua estrutura assim como a semelhança entre esta e a hemoglobina do sangue. Deixou Zurique para ser professor da Universidade de Berlim (1912-1915 ), onde desenvolveu pesquisas que revelaram a estrutura de muitos pigmentos de flores e plantas, e paralelamente dirigiu o Instituto Kaiser Wilhelm (1912-1916). Neste período descobriu a composição da clorofila (1913) e ficou famoso por suas pesquisas sobre a estrutura das enzimas e dos pigmentos nas plantas. Porém durante a I Guerra Mundial interrompeu suas pesquisas, para junto com Fritz Haber, dedicar-se ao desenvolvimento de armas químicas e voltou a ensinar na Universidade de Munique (1916-1924). Por problemas políticos, demitiu-se da universidade (1924) como protesto pelas pressões anti-semita e passou a trabalhar independentemente, em Munique. Com a proximidade da II Guerra foi morar na Suíça (1939), onde ficou trabalhando por conta própria até morrer. Morreu em Locarno, Suíça, em 3 de agosto, dez dias antes de completar 70 anos, como um dos maiores pesquisadores do seu tempo, especializando-se em compostos orgânicos complexos, notadamente clorofila e enzimas. Foi casado com Sophie Leser, filha de um  professor da Universidade de Heidelberg, e desse casamento nasceram um filho, Ludwig, e uma filha, Ida Margarete.

Fonte: http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/RichaMaW.html

Contribuição das fotos do kit de Márcio Luisi 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: